quarta-feira, 21 de maio de 2014

Muffins de batata-doce, frango e ervas de provence com arroz de couve-flor com especiarias

Já há algum tempo que deixei de consumir batata "normal" e a substituí pela batata-doce.

Para além de preferir, a léguas, o seu sabor e a sua versatilidade (tanto pode ser usada em receitas salgadas, como em receitas doces), a batata-doce é bastante rica nutricionalmente.

A composição nutricional da batata-doce é semelhante à da batata, contudo, apresenta teores nutricionais superiores aos da segunda no que respeita a:
  1. Densidade energética, graças ao teor em hidratos de carbono complexos (de baixo índice glicémico) e açúcares (responsáveis pelo sabor doce), tem uma absorção mais lenta, não estimulando muito a insulina;
  2. Vitamina A, sob a forma de beta-caroteno (particularmente nas variedades cuja polpa é amarela alaranjada). A intensidade do amarelo ou laranja da batata-doce deve-se ao seu teor neste nutriente. O beta-caroteno, também conhecido como pró-vitamina A, é um antioxidante que ajuda a proteger dos danos causados pelo tabaco;
  3. Vitaminas C e E, ácido fólico e sódio; As vitamina C e beta-caroteno são poderosos antioxidantes que ajudam a eliminar os radicais livres. Estes radicais são compostos que provocam lesões a nível celular. São também anti-inflamatórios, o que pode ajudar a reduzir certas condições de inflamação.
  4. A batata-doce também é rica em ácido fítico e oxalatos que podem diminuir a biodisponibilidade de alguns nutrimentos como zinco, ferro e cálcio.
  5. Além destes, é também rica em potássio, manganês, cobre, fibra, ferro e vitamina B6 (a qual converte homocisteína em moléculas protectoras. Níveis elevados de homocisteína podem estar associados a risco de doença coronária e acidente vascular cerebral).
Fonte: aqui

Depois da explicação pela qual opto por consumir a batata-doce, vamos à receita! :)

Ora, para a receita dos muffins vão precisar apenas de: 50g de batata-doce cozida (pesei crua) + 100g de peito de frango cozido (pesado em cru) + 1 ovo + ½ tomate + ½ cebola + 1 CS de quark batido ou iogurte grego ligeiro + sal, alho em pó e ervas de provence, a gosto - Rende 2 muffins médios

Colocar todos os ingredientes num processador de alimentos e triturar tudo, até os ingredientes estarem todos misturados. Se quiserem sentir o frango, juntem só no final, desfiado, à mistura, incorporando-o bem na massa.

Colocar a massa em formas de silicone e levar ao forno durante cerca de 30m a 180º.

E voilá, mais fácil, não há! :)


Para o arroz de couve flor, é só seguirem a receita deste blogue maravilhoso Nem acredito que é saudável! O qual recomendo que vejam de fio a pavio :) É bastante inspirador, garanto-vos!

A única alteração que faço à receita original é colocar uma colher de chá de garam massala! Adoro especiarias e acho que lhe dá um toque extra ;)

Espero que gostem de mais esta sugestão, saborosa, rica nutricionalmente, saudável e bastante fácil de executar!

12 comentários:

  1. Desejosa que chegue o fim de semana para experimentar :) beijinhos e obrigada pela partilha*
    Celestina Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Celestina, vou publicar amanhã também os "croquetes" de atum! :p Acho que ainda são melhores eheheh Beijinho

      Eliminar
  2. Já te seguia pelo facebook mas nunca tinha vindo aqui ao blog. Já vou juntar à lista, assim posso ver as receitas ;)
    http://acozinhadaovelhanegra.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O blogue dá sempre jeito para divagar e anotar as receitas ;)

      Eliminar
  3. Olá!
    Por acaso fiz batata-doce laranja duas vezes e gostei bastante do sabor, achei muito agradável! Numa fiz em palitos no forno (que ficaram muito bons!) e noutra fiz no forno. Entretanto comprei umas esquisitas e roxas, que pensei que fossem mandioca quando cheguei a casa e, como é venenosa se mal cozinhada, fiquei com medo e essa acabou por ser a história das batatas-doces roxas que ainda hoje estão a apodrecer numa bacia da minha lavandaria (sim, afinal eram batata-doce, pelo menos pelo que pude averiguar. Em minha defesa, até a senhora da secção de frescos se enganou a registá-la! (em meu prejuízo, infelizmente...)).
    Por acaso acontece-me muito isso: "olha, este leite evaporado que usei numa receita, que tem 3 dias de validade depois de aberto e que tenho a certeza de que não vou usar. Provavelmente será melhor pô-lo num frasquinho, colocá-lo no frigorífico e dizer "tenho de o usar!" ou "Tenho de o deitar fora!", quando já está podre, de cada vez que vou ao frigorífico, até ter de lhe deitar água quente e raspá-lo para o quintal..." ou "hmm, vou comer maçã e está aqui esta meia podre. Aaaaah, que nojo, é melhor usar uma boa e esperar que alguém a tire ou que comece a formar um vórtice de fruta podre." --> sim, eu tenho umas ideias de génio ;)
    De qualquer maneira, o prazo da batata-doce é alongado, por isso é capaz de ficar a ganhar raíz por uns aninhos ( quando começar a crescer uma planta eu sou capaz de a tirar ;))
    Ainda assim, é possível que volte a comprar a laranja, que é deliciosa :)
    Desculpa escrever aqui a minha relação completa com a batata-doce, mas fica o seguinte: os muffins parecem muito bons ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ahahaha, bela relação essa com a batata-doce! :p eu adoro :)

      Eliminar
  4. Por momentos pareciam-me pasteis de nata! :p
    Ficaram com um aspecto tão mas tão saboroso! Quem me dera ter esta tua vontade de fazer assim receitas, sou muito mais básica :p
    As tuas receitas só provam que e possível comer saudável, com pratos bonitos, imaginativos e saborosos*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só quando vocês falaram nisso é que vi como estavam parecidos! Só os queria era comer ehehe

      Como não consigo comer sempre o mesmo, tenho de puxar pela cabeça para ir variando a alimentação! Os olhos também comem :p E sempre se vai dando umas ideias diferentes!

      Beijinhos

      Eliminar
  5. Ó :D, muito obrigado pelas palavras carinhosas, adorei a receita e a adição do garam masala!
    beijinhos
    sara

    ResponderEliminar